Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
18/02/22 às 11h55 - Atualizado em 11/05/23 às 15h19

Liga Acadêmica Multidisciplinar da Família e Comunidade da ESCS/FEPECS participa da vacinação de comunidade indígena migrante

COMPARTILHAR

 

Mais uma vez os estudantes de medicina e enfermagem da Escola Superior de Ciências da Saúde (ESCS), mantida pela Fundação de Ensino e Pesquisa em Ciências da Saúde (FEPECS) saíram na frente em uma ação que visa a saúde dos índios que vivem em comunidades indígenas do Distrito Federal. A Liga Acadêmica Multidisciplinar da Família e Comunidade (LAMFAC) da ESCS/FEPECS conta com estudantes de diversas séries, sob a coordenação do Prof. Dr. Suderlan Sabino, do curso de Enfermagem e do Prof. Dr. Ubirajara Picanço, do curso de Medicina.

 

Os estudantes da LAMFAC, Larissa Paixão, Maciel de Oliveira e Thayse Nunes, participaram da vacinação da comunidade indígena venezuelana da etnia Warao. Os indígenas venezuelanos que vivem atualmente no Brasil são pessoas que foram forçadas a empreender longas viagens em busca de proteção e uma vida mais digna em território brasileiro. Trata-se da segunda maior comunidade indígena daquele país, com cerca de 49 mil pessoas. No DF encontram-se cerca de 160 pessoas que foram atendidas e vacinada, 74 pessoas entre cinco e 65 anos receberam a primeira, a segunda ou a dose de reforço contra a COVID 19.

 

A Liga Acadêmica Multidisciplinar tem como objetivo proporcionar uma vivência teórica-prática aos seus membros, de forma multidisciplinar, sob orientação didático-pedagógica. Trata-se de uma iniciativa inédita da ESCS/FEPECS, de ensino interprofissional, de caráter de extensão acadêmica, onde os alunos participam de diversas atividades relacionadas à Estratégia de Saúde da Família (ESF) da Secretaria de Estado de Saúde do Distrito Federal (SES-DF).

 

Esta ação foi coordenada pela Enfa. Helena Cunha e a equipe da Unidade Básica de Saúde Nº 1 de São Sebastião (UBS1-SS), pois a comunidade indígena venezuelana da etnia Warao é acolhida pela Secretaria de Desenvolvimento Social (SEDES), com hospedagem na Cáritas Arquidiocesana de Brasília. Além dos servidores da UBS, contou com o apoio da Enfa. Simone Schwartz, da Coordenação de Atenção Primária da Saúde (COAPS) da SES-DF e da residente Manami Murakami.

 

A oportunidade de participação dos estudantes ocorreu devido a ação parceira que tem sido conduzida pela Dra. Denise Campos, da Gerência de Atenção à Saúde de Populações em Situação Vulnerável e Programas Especiais (GASPVP) da SES- DF, para melhor compreender o modo de vida desta população, mediando assim à condução do processo de acolhimento e da ação diplomática relacionada a esta comunidade indígena migrante.

 

De acordo com o Prof. Ubirajara Picanço, “por ser uma atividade referente à atenção primária da saúde, torna-se relevante a participação dos estudantes dos dois cursos para atuarem nesta iniciativa multiprofissional do ensino voltado para a promoção e proteção da saúde”.

 

Na visão dos estudantes, têm sido uma oportunidade muito especial da ESCS/FEPECS estar promovendo, pela primeira vez, uma atividade de ensino interprofissional, onde alunos de enfermagem e medicina podem aprender a atuar de forma conjunta desenvolvendo projetos relacionados com a Estratégia de Saúde da Família.

Fundação de Ensino e Pesquisa em Ciências da Saúde - Governo do Distrito Federal

FEPECS

SMHN 03 - conjunto A - bloco 1 - Edifício FEPECS
CEP: 70701-907