Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
27/09/23 às 18h14 - Atualizado em 28/09/23 às 10h06

Fepecs recebe doação de equipamentos neonatais para laboratório de simulação realística

COMPARTILHAR

As doações foram feitas pela ONG Prematuridade.com para simular ambiente de UTI neonatal

 

Natalia Oliveira, da Fepecs

 

A Fundação de Ensino e Pesquisa em Ciências da Saúde (Fepecs) recebeu, na última semana, a doação de quatro equipamentos neonatais para começar a compor o laboratório de simulação realística da instituição. Berço aquecido, duas incubadoras (sendo uma de transporte) e aparelho de fototerapia, foram doados pela ONG Prematuridade.com para simular um ambiente de UTI neonatal e auxiliar docentes e preceptores na dinâmica das aulas práticas nos cursos de enfermagem e medicina.

 

O espaço é o primeiro dessa natureza no âmbito da Fepecs e também será utilizado por residentes, estudantes de pós-graduação e de outros cursos de especialização voltados ao atendimento neonatal. O local tem o objetivo de simular circunstâncias da vida real em ambiente seguro e preparar profissionais que vão lidar, entre outros aspectos, com a principal causa da taxa de mortalidade infantil no país, que é o componente neonatal.

 

A diretora-executiva da Fundação, Inocência Rocha Fernandes considera “de suma importância ver o nosso laboratório de simulação realística sair do papel e tomar corpo. Um laboratório que surgiu do desejo dos nossos servidores e da necessidade da Fepecs e suas escolas”.

 

Além da doação, a ONG realiza parcerias em apoio às atividades de capacitação da assistência neonatal, a fim de que mais pessoas estejam habilitadas nesse tipo de acolhimento. Responsável por um projeto de lei que estende a licença maternidade a mães de crianças prematuras, a ONG é atuante na causa neonatal e nas ações que importam em diminuir os índices de prematuridade.

 

Para a diretora da Escola Superior de Ciências da Saúde (Escs), essa doação tem um gosto especial. Pediatra e acostumada com a rotina de UTI, Marta Rocha explica que “são feitos muitos esforços para melhorar a assistência neonatal e tentar diminuir os indicadores de mortalidade infantil”. Segundo ela, “tentar reduzir a taxa de prematuridade com ações na obstetrícia e com adequado pré-natal” estão entre os elementos capazes de reduzir números tão negativos nessa área.

 

Funcionamento do laboratório

 

Para que o laboratório cumpra sua função de simulação realística e comece a ser utilizado efetivamente ainda faltam outros equipamentos, já que não será apenas para simular episódios relacionados à neonatologia. No entanto, com os aparelhos que já estão montados no local, é possível fazer o treinamento de habilidades e atitudes para os estudantes.

 

Ainda serão instaladas câmeras para gravação das aulas práticas e recebidos bonecos para preparação de situações de alta complexidade. No laboratório, os estudantes também vão ser instruídos sobre a comunicação de más notícias, o que implica em transmitir um diagnóstico ruim ou até mesmo o óbito de um familiar.

 

A inauguração do espaço neonatal está prevista para novembro, por ser considerado o mês da prematuridade. Na ocasião, oficinas e palestras vão comemorar a data e conscientizar a comunidade acadêmica sobre a necessidade do cuidado neonatal integrado.

 

 

 

 

 

 

 

Fundação de Ensino e Pesquisa em Ciências da Saúde - Governo do Distrito Federal

FEPECS

SMHN 03 - conjunto A - bloco 1 - Edifício FEPECS
CEP: 70701-907