Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
23/02/22 às 16h04 - Atualizado em 11/05/23 às 15h19

Estudantes de Enfermagem da ESCS/FEPECS no combate à violência contra a mulher

COMPARTILHAR

 

Os estudantes de Habilidades Profissionais de Enfermagem (HPE), da 1ª série/2021, do Curso de Graduação em Enfermagem da Escola Superior de Ciências da Saúde (ESCS), mantida pela Fundação de Ensino e Pesquisa em Ciências da Saúde (FEPECS) criaram um infográfico sobre o atendimento a mulheres em situação de violência no Distrito Federal, dada a importância e relevância da temática abordada e a necessidade de disponibilização do material para acessos aos estudantes e profissionais de saúde.

 

O infográfico foi construído em parceria com NEPAV/SVS/SESDF, Defensoria Pública do DF e Secretaria de Segurança Pública do DF, como resultado de projeto de intervenção desenvolvido durante as atividades acadêmicas no ano de 2021 e concentra as informações e protocolos existentes no que concerne ao tema, facilitando o acesso às informações pelos profissionais.

 

 

Para conferir o infográfico: CLIQUE AQUI

 

 

 

DADOS DA VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER NO DF:

 

Em 2021, durante os três primeiros meses, de acordo com dados da Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal, o número de violência doméstica contra mulheres caiu em 9,2%, quando comparado ao mesmo período do ano anterior. O registro de violência sexual também sofreu uma queda, de 19,5%.

 

LEI MARIA DA PENHA:

 

A Lei 11.340/06, sancionada em 2006, recebeu o nome de Lei Maria da Penha com o objetivo de punir com mais rigor os agressores contra a mulher no âmbito doméstico e familiar. Hoje, Maria da Penha é símbolo nacional da luta das mulheres contra a opressão e a violência. A lei alterou o Código Penal no sentido de permitir que os agressores sejam presos em flagrante ou tenham a prisão preventiva decretada.

 

Existem cinco tipos de violência que se enquadram na Lei Maria da Penha. De forma geral, a proteção contra a violência física, que é a mais evidente e pode chegar ao feminicídio; a moral; a psicológica; patrimonial; e sexual.

 

Em caso de emergência, a mulher ou alguém que esteja presenciando alguma situação de violência, pode pedir ajuda na Central de Atendimento à Mulher. Ligue 180. Disponível 24h por dia, todos os dias. Ligação gratuita.

 

Fundação de Ensino e Pesquisa em Ciências da Saúde - Governo do Distrito Federal

FEPECS

SMHN 03 - conjunto A - bloco 1 - Edifício FEPECS
CEP: 70701-907