Estudantes de Enfermagem da ESCS/FEPECS prestam auxílio na condução da introdução

alimentar das crianças na Atenção Primária

A intervenção foi realizada no intuito de auxiliar os profissionais enfermeiros da UBS 07 de Samambaia, na condução das consultas de introdução alimentar, facilitando o processo de educação em saúde.

 

O projeto de intervenção na UBS 07, realizado por discentes de Enfermagem da Escola Superior de Ciências da Saúde (ESCS), mantida pela Fundação de Ensino e Pesquisa em Ciências da Saúde (FEPECS) foi a elaboração de um banner explicativo sobre a introdução alimentar para direcionar os profissionais de saúde durantes estas consultas, bem como servir de material de consulta que pode ser disponibilizado aos cuidadores, tanto na forma impressa ou digital.

Antes da pandemia, a unidade contava com um grupo mensal para a realização desta capacitação dos cuidadores. Em virtude da necessidade de distanciamento social, bem como de evitar aglomerações, tais atividades necessitaram ser suspensas, o que acabou gerando um déficit para realização de tais orientações. Dessa forma, a produção do material permitiu consolidar a percepção da necessidade de estruturar atividades e dos métodos de educação em saúde voltados ao tema da introdução alimentar, com ênfase na promoção da saúde e da qualidade de vida infantil.

“Como tutora, identificar as fragilidades dos discentes e do cenário e conseguir levá-los a refletir que uma ação que parece simples é importante e tem impactos significativos no crescimento e desenvolvimento humano. Esta foi umas das atividades que contribuiu para a formação de profissionais com visão holística, capazes de realizar raciocínio clínico e assistência de excelência. Os impactos também foram os melhores para a unidade: gerente, enfermeiros e preceptores muito gratos pela intervenção, pois também favorecerá a melhora da prática clínica destes”, declarou a tutora Simone Souza Nascimento

Dessa forma, a intervenção foi realizada no intuito de auxiliar os profissionais enfermeiros da UBS 07 de Samambaia, na condução das consultas de introdução alimentar, facilitando o processo de educação em saúde.

Para o grupo, contribuir com o serviço por meio dessa intervenção significou não apenas avançar academicamente em relação ao processo avaliativo, mas também somar com a promoção da saúde de uma comunidade que os abraçou com afeto.

"Esse ano foi rodeado de incertezas. O desejo de retornar para o estágio e o medo se misturavam. Mas, estar na Atenção Primária neste momento trouxe muitos aprendizados. Lá, podemos dar o nosso melhor na tentativa de atender àquela população que tanto precisava ser cuidada. O feedback que recebemos dos pacientes era emocionante e motivador, cada um com sua história nos motivou a dar o nosso melhor”, declarou estudante Cristina Duarte Silva.

A estudante Karoline destacou a importância da construção do arco para otimização da assistência de enfermagem na Atenção Primária à Saúde. 

“Construir um arco voltado para otimização da assistência de enfermagem na APS foi enriquecedor para nossa formação, pois além de facilitar as orientações ofertadas pelas enfermeiras da unidade, também auxiliamos numa melhor compreensão dos usuários sobre como conduzir a introdução alimentar das crianças, que é um processo dinâmico e extremamente complexo. Ficamos muito felizes com o resultado, finalizando o projeto com o sentimento de dever cumprido”, ressaltou a estudante Karoline Souza Silva.