MesadeaberturacomosdiretoreseospremiadosNo evento foi realizada a I Mostra de Produtos dos Mestrados Profissionais e em Saúde

 

A Escola Superior de Ciências da Saúde, da Fundação de Ensino e Pesquisa em Ciências da Saúde (ESCS/FEPECS), realizou, nessa sexta-feira (6), no auditório da Fepecs, o II Simpósio de Saúde Baseado em Evidências (Sisbe) e a I Mostra de Produtos dos Mestrados Profissionais em Saúde, promovido pelos programas de Mestrado Profissional e Acadêmico da ESCS. O Sisbe contou com a participação de pesquisadores da Universidade de Brasília, Universidade Católica de Brasília, da ESCS, da Universidade Federal de São Paulo, como palestrantes e na Mostra de Painéis.

De acordo com a coordenadora do evento, a docente e chefe do Núcleo de Desenvolvimento e Controle de Projetos de Pesquisa da ESCS/Fepecs, Leila Gottems, o objetivo do Sisbe 2019 foi possibilitar a discussão das evidências científicas em diferentes enfoques.

“Queremos pensar essas evidências no nível qualitativo, em relação à educação em saúde e relacionadas com as inovações tecnológicas. Além disso, este encontro é uma oportunidade para falarmos sobre o impacto social e acadêmico das notícias falsas relacionadas à saúde“, declarou Leila.

Além disso, a coordenadora ressaltou a importância da divulgação para a comunidade dos produtos produzidos pelos mestrandos nos Programas de mestrado que são voltados para a assistência no Sistema Único de Saúde do Distrito Federal.

O Simpósio teve como palestra de abertura a participação da pesquisadora da Fiocruz Brasília Mariella Oliveira-Costa que apresentou o tema Evidências em Saúde e Fake News. A doutora em Saúde Coletiva apresentou um histórico das teorias da comunicação para explicar que existem vários fatores que influenciam na recepção da mensagem. Ela destacou que as emoções, muitas vezes, têm mais peso do que as evidências científicas.

O Simpósio abordou outros temas como a Perspectiva do Paciente em Saúde Baseada em Evidências, abriu debates e mesa-redonda sobre os desafios da aplicação das evidências científicas no Sistema Único de Saúde, sobre as melhores evidências em educação médica, e o uso das evidências do mundo real em pesquisa científica.

A mesa de abertura contou com a presença do diretor executivo da Fepecs, Marcos de Sousa Ferreira, do diretor geral da ESCS, Ubirajara Picanço, das coordenadoras de Pós-graduação e Extensão, e de Pesquisa e Comunicação Científica, Carmélia Reis e Cláudia Bolognani, respectivamente, e do representante da Secretaria Adjunta de Assistência da Secretaria de Saúde, Fernando Erik Moreira, e da coordenadora do Simpósio, Leila Gottems.

 

Os componentes da mesa de abertura entregaram certificados de menção honrosa aos quatro melhores trabalhos do Programa de Iniciação Científica- PIC 2018/2019, apresentados na 13° Mostra Científica, realizada durante o Encontro de Medicina e Enfermagem – EME da ESCS, nos dias 23 e 24 de outubro de 2019.